Para vc, o convite a Dunga para técnico da Seleção é:
Uma piada.
Um passado sem futuro.
Uma ação entre amigos.
#SemHexaEm2018.
Agora vai!
Ver parcial de votos
 
  DOCES E SALGADOS
 

Vendas no varejo brasileiro cresceram 0,7% em novembro, acima do resultado de outubro

 

No acumulado de 12 meses, houve crescimento de 4,4%; na comparação anual, principais altas ocorreram no Norte e Nordeste do país

16/1/2014 - 09:26 - Redação
 

As vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 0,7% em novembro, aumentando um pouco o ritmo verificado em outubro, quando houve alta de 0,2%. A receita nominal registrou expansão de 1,1%. O volume de vendas teve seu nono mês consecutivo de crescimento, enquanto a receita nominal se mantém em alta desde março de 2012.

Com os resultados de novembro, as vendas no varejo acumulam expansão de 4,3% em 2013, e a receita, de 12,0%. No acumulado de 12 meses as vendas cresceram 4,4%, e a receita, 11,9%. Os dados da Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE têm ajuste sazonal.

As variações das vendas no varejo em 2013:

• Janeiro: 0,6%
• Fevereiro: -0,4%
• Março: -0,1%
• Abril: 0,5%
• Maio: 0,0%
• Junho: 0,5%
• Julho: 1,9%
• Agosto: 0,9%
• Setembro: 0,5%
• Outubro: 0,2%
• Novembro: 0,7%

Se incluídos os segmentos de veículos e material de construção (o chamado comércio varejista ampliado), as vendas tiveram crescimento de 1,3%, em razão do bom desempenho de veículos (+2,5%). No acumulado de 12 meses, o varejo ampliado registrou alta de 3,8%.

Em novembro de 2013, nove das 10 atividades colheram resultados positivos para o volume de vendas, em relação a outubro. A principal alta foi anotada no segmento de veículos e motos, partes e peças. A única queda ocorreu em equipamentos e material para escritório, informática e comunicação.

O comportamento das vendas do comércio varejista em novembro, em relação a outubro (os percentuais entre parênteses indicam as variações no acumulado de 12 meses):

• Combustíveis e lubrificantes: 1,1% (6,3%)
• Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: 1,1% (2,3%)
• Tecidos, vestuário e calçados: 1,5% (3,5%)
• Móveis e eletrodomésticos: 1,5% (6,1%)
• Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos: 1,6% (9,4%)
• Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação: -2,1% (2,8%)
• Livros, jornais, revistas e papelaria: 0,6% (2,8%)
• Outros artigos de uso pessoal e doméstico: 0,7% (10,1%)
• Veículos e motos, partes e peças: 2,5% (2,0%)
• Material de construção: 0,5% (7,0%)

Por estado

Em novembro, na comparação anual (em relação a novembro de 2012), 23 das 27 unidades da Federação apresentaram taxas de desempenho positivas no varejo ampliado. As maiores taxas de vendas ocorreram no Acre (14,1%), Rio de Janeiro (10,1%), Rio Grande do Norte (10,0%), Alagoas (9,7%) e Paraná (9,2%).

No varejo restrito, apenas uma unidade da Federação teve resultado negativo: Roraima (-1,3%). Os destaques positivos ficam com Rondônia (16,9%), Acre (13,7%), Maranhão (13,4%),  Paraíba (12,0%) e Paraná (10,0%).

• Rondônia: 16,9%
• Acre: 13,7%
• Maranhão: 13,4%
• Paraíba: 12,0%
• Paraná: 10,0%
• Pernambuco: 9,7%
• Mato Grosso: 9,6%
• Pará: 9,5%
• Alagoas: 9,3%
• Rio de Janeiro: 8,8%
• Mato Grosso do Sul: 8,5%
• Rio Grande do Norte: 8,1%
• Goiás: 7,7%
• Bahia: 7,5%
• Distrito Federal: 7,3%
• Amazonas: 7,3%
• Tocantins: 7,2%
• Brasil: 7,0%
• São Paulo: 6,4%
• Minas Gerais: 5,3%
• Rio Grande do Sul: 5,1%
• Espírito Santo: 4,8%
• Ceará: 4,8%
• Amapá: 4,4%
• Santa Catarina: 4,2%
• Piauí: 4,0%
• Sergipe: 4,0%
• Roraima: -1,3%

Análise: Alta das vendas no varejo reforça expectativa de expansão do consumo das famílias


  • Atualmente 2,9/5 Estrela(s).
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Rate 2,9/5 estrela(s) [ 145 voto(s) computado(s) ]

Enviar |
Imprimir |
[ + ]
ver mais |
[ < ]
voltar |

Compartilhar
Últimas notícias

16:48 - Com emissão para BNDES, Dívida Pública sobe para 2,2 trilhões em junho

11:05 - Aviação doméstica transportou 7,2 milhões de passageiros em junho, informa Anac

10:42 - BC prevê que inflação deverá ceder no futuro, caso Selic se mantenha estável

10:26 - Consumidores reduzem expectativa de inflação de 12 meses para 7,2%

10:10 - Preços desaceleram em seis das sete capitais da FGV na terceira semana de julho

09:41 - IBGE divulga dados de apenas quatro capitais sobre o desemprego em junho

09:29 - Resumo: O que dizem os jornais nesta quinta-feira (Estadão e Correeio Braziliense)

09:19 - Resumo: O que dizem os jornais nesta quinta-feira (Valor)

08:47 - Resumo: O que dizem os jornais nesta quinta-feira (O Globo)

08:20 - Resumo: O que dizem os jornais nesta quinta-feira (Folha)

Todos os direitos reservados - Cidade Biz©2014    desenvolvido por  |